A proteção de Maria

virgem-maria

Por Liana Netto

Há muito o que falar sobre a Virgem Maria, mas nesse mês de maio, mês mariano para nós católicos, quero prestar a minha singela homenagem, dando o meu testemunho a respeito do amor de Maria e Sua proteção para aqueles que confiam sua vida à Ela. Sim, essa Nossa Querida Mãe é uma mãe protetora.

Fui uma adolescente “rebeldinha” sem causa… rsrsrsrs… detalhes à parte, outro dia conto mais sobre a minha vida… mesmo assim, sem merecimento algum, Ela sempre me orientou de alguma forma, me guiou, guardou e protegeu. Creio que pelas infinitas Ave-Marias que eu rezava quando estava assustada, com medo, com dor, ou mesmo chorando por qualquer motivo… Ela sempre esteve ali e me deu sinais disso.

A primeira vez que Maria me fez sentir sua presença, de fato, foi quando ajoelhada em prantos no meu quarto (eu era muito chorona, mas como não gostava de demonstrar fraqueza, eu chorava escondido… rs) peguei o terço para rezar e me dei conta de que, mesmo católica desde o nascimento, eu não sabia rezar o Santo Terço (sempre ganhava terços bentos das minhas avós, eu tinha pelo menos meia dúzia deles na minha gaveta). Chorando, eu disse: ‘não sei rezar o terço, o que faço agora?’.  Acabei rezando somente os Pai-Nossos nas contas grandes e as Ave-Marias nas contas pequenas, pois Nossa Senhora colocou isso em meu coração naquele momento e disse assim: ‘vou ensiná-la a rezar o terço’. Alguns dias depois estava lá, em cima do microondas na cozinha de casa, um folheto explicativo, ensinando os mistérios do Rosário. Rezei todos os dias até decorar e não precisar mais do folheto. Nunca mais me esqueci. E rezo até hoje.

Certa vez, eu estava na praia (a noite) com uma prima e alguns rapazes nos cercaram (imagino que não estavam com boas intenções), começaram a conversar e ao mesmo tempo pegar em nossos cabelos… me lembro de ter dado tempo de rezar três Ave-Marias apenas e falei seja o que Deus quiser agora… no mesmo instante passou um carro da polícia (na areia da praia!) e eles fugiram… depois que chegamos no centro da cidade (cidadezinha pequena do litoral), eles nos viram e vieram pedir desculpas. Amém, ufa! Aí, cheguei em casa das férias e lá estava, em cima do microondas de novo, um folheto (desses de milheiros) de Nossa Senhora do Carmo e pra minha surpresa quando fui ler a oração no verso, estava escrito algo assim (não me lembro as palavras exatas): quando se reza três Ave-Marias em um momento de perigo, é Nossa Senhora do Carmo que te protege.

Outra vez, novamente a noite, voltando para casa, vi que alguns meninos começaram a vir atrás (eu já estava perto de casa), apressei os passos e eles apressaram também. Me lembrei e rezei as três Ave-Marias. Eis que surge do meu lado um rapaz de carro (e eu a pé) e me pergunta se quero carona (hahahahahaha, ‘socorro mãezinha, eu rezo e me aparece mais um?’). Fiquei com medo, claro, mas ele disse que conhecia meu irmão, falou o nome dele e o meu e disse também que sabia que a minha casa era na quadra de baixo. Os outros meninos nesse meio-tempo voltaram para trás. Ele me acompanhou (de dentro do carro, conversando pela janela) até a minha casa, dizendo que só queria me conhecer, mas que tudo bem, que ele entendia que eu não queria entrar no carro dele. Rs. Gente, sério! Nunca vi mais gordo (e ó que a minha cidade natal é pequena), nunca o vi entre os amigos do meu irmão e nunca mais vi de novo. Nossa Senhora é perfeita, não é mesmo? E eu duvidando da sua proteção.

Alguns anos atrás estávamos em viagem, eu e minha família, passando um fim de semana na casa de parentes. Eu dormi aquela noite (e como de costume faço quase todas as noites desde que aprendi a rezar o terço) com o Santo Terço enrolado na minha mão. Acabei tendo um sonho, em que um homem armado havia pulado o muro da minha casa e estava sondando-a para entrar. Sempre que viajávamos, um senhor amigo da família ia dormir lá. Mas já de idade avançada e desarmado. Era apenas para mostrar que tinha alguém em casa, acender as luzes a noite, apagar de manhã, ligar a TV e coisas do gênero. Aí vejo Nossa Senhora e Jesus em meu sonho falando assim: ‘acorda, pega o terço e reze pela proteção de sua casa e do Zé’. Acordei assustada, peguei o terço e comecei a rezar. No outro dia, voltando para casa, levamos um susto… ele sempre trancava a casa e deixava a chave no meu tio. Mas, dessa vez chegamos e a casa estava toda aberta. Aí ele veio ao nosso encontro no portão e falou que na noite passada havia um homem rondando a casa armado, que ele ouviu os passos, acordou e  viu pela sombra que a luz da varanda tinha feito na janela. Acendeu as luzes da casa e ficou com o telefone na mão. Mas daí não ouviu mais nada e ficou apenas de alerta. Decidiu esperar a gente voltar, para se certificar de que não havia ninguém no quintal ou escondido em algum outro lugar. Ufa de novo! O Santo Terço é uma arma, gente! Uma arma poderosíssima!

Entre tantas outras histórias da Mãe mais linda e amável (que eu teria para contar), escolhi essas por serem as mais impressionantes, ou ao menos, as que mais me impressionaram. E você? Tem algum testemunho para contar a respeito da Mãe de Deus? Envie-nos e publicaremos!

Salve Maria!

Anúncios

8 comentários sobre “A proteção de Maria

  1. Que preciosidade seu blog. Entrei no seu perfil procurando uma foto do seu corte de cabelo e achei seu blog. Vi que preciso muito de conversão. Sou católica, consagrada a Nossa Senhora e uso o escapulário mas não rezo o terço por preguiça. Preciso muito rezar mais. Um abraço!

    Curtir

  2. Também já tive experiências com Nossa Senhora. Certa vez estávamos em casa eu, minha mãe e meus três irmãos (entre eles um era deficiente e muitas vezes soltava gritos ou ria sozinho e ficava num quarto separado), meu pai havia saído para dar carona a uma pessoa até o centro e como de costume todos esperávamos que ele demorasse a voltar. Nesse tempo, entrou um ladrão em casa e rendeu meus outros dois irmãos e minha mãe que conseguiram se refugiar no quarto dela, enquanto eu consegui ir para um dos banheiros da casa pois estava em um comodo mais isolado. Sem saber o que fazer fui para debaixo da pia do banheiro e comecei a rezar Ave Marias, pedindo que meu pai voltasse, que meu irmão doente ficasse quieto, e que o restante estivesse em segurança. Poucos minutos depois meu pai chegou e o bandido se sentindo assustado foi embora pulando o muro, meu irmão não fez barulho e os outros estavam bem. Meu pai disse que depois que deu a carona simplesmente perdeu o interesse de ficar pela rua e resolveu vir para casa. Sempre soube que foi Nossa Senhora que nos valeu aquele dia.

    Também fui bem rebeldinha na adolescência, anos mais tarde depois de muitos acontecimentos e afastada da Igreja, tomei o caminho de volta e uma das primeiras coisas que pedi em oração foi aprender a amar a Virgem Maria, por que eu não sabia como e nem porque amá-la. Vasculhando a internet encontrei o livro em PDF: O Segredo do Rosário, li. Depois, numa viagem de férias entrei em uma livraria e fui na sessão de religião e procurando por esse livro e encontrei outro do mesmo autor (São Luís Maria Grignion de Montfort) O Tratado da Verdadeira Devoção. Na minha dúvida se levava ou não ouvi uma voz, a qual obedeci, dizendo: “Se você não levar, você vai se arrepender.” Na hora soube que era Ela. Confesso que não fiz a consagração total que ensina São Luís Maria Grignion de Montfort, mas aprendi a sentir amor por Nossa Senhora e desejar que Ela esteja sempre a minha frente como guia e protetora. Estou me preparando para em breve receber o Escapulário do Carmo. O que me chama atenção é que Nossa Mãe do Céu sempre nos apresenta a oração de Sua preferência: o Santo Terço.

    Curtir

Deixe seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s