A mulher cristã e as redes sociais – Os danos à nossa identidade

1 (1)

Nossos posts relacionados ao tema redes sociais sempre são os mais acessados. Isso é um sinal claro para mim de que as moças cristãs enfrentam sérios problemas e dificuldades em lidar com a realidade virtual, o que não é algo incomum de se ver. Creio que todas nós que temos um contato diário com o mundo virtual conseguimos encontrar em nós mesmas traços da nossa personalidade profundamente influenciados pela internet e pelas redes sociais.

Outro dia falei aqui sobre como somos influenciadas pelas coisas que absorvemos da internet, e os efeitos disso sobre o nosso comportamento.

Se eu falar agora de um certo estado de constante desconforto em que nos sentimos sempre que passamos tempo em nossas redes sociais, você provavelmente vai saber do que eu estou falando sem que eu precise ir muito longe. Sentimos que a internet consome o nosso tempo; tira o nosso foco, nos distraindo; nos dá uma falsa impressão de liberdade; estimula o nosso ego; dentre vários outros danos, incluindo o que é um terrível devorador da nossa esperança e da nossa alegria: a perda da nossa identidade.

Acredito que poucas pessoas se dão conta de como as redes sociais são poderosas ferramentas que alteram de forma muito profunda características nossas que formam a nossa identidade e dizem quem somos.

Nos envolvemos facilmente com as histórias e imagens de vidas perfeitas que jorram diante dos nossos olhos todos os dias, o tempo todo, por meio das redes sociais. O que nos estimula a desejar e a nos esforçar para afeiçoar nossa vida cada vez mais às ”vidas perfeitas” que as redes sociais nos apresentam. Só que isso não acontece sem prejuízo.

 

Hold to forgiveness, command what is right; but turn away from the ignorant. (1)

Nossa identidade é profundamente danificada

A palavra identidade tem origem no latim ”identitatis” e, segundo o dicionário de língua portuguesa de Caldas Aulete, significa o ”conjunto de características próprias de uma pessoa, um grupo, etc. que possibilitam a sua identificação ou reconhecimento.”

Ou seja, a nossa identidade fala a respeito de QUEM SOMOS a partir de nossas características.

Quando uma identidade de um indivíduo ou grupo sofre alterações (por exemplo, quando certas características são substituídas por outras outras características) ainda é possível identificar esse indivíduo ou grupo a partir de suas características, mas agora com um tipo de identidade nova e talvez completamente diferente de sua identidade original.

Ao confessarmos que somos cristãs, que confiamos em Cristo e permitimos que Ele nos influencie em todos os aspectos de nossas vida, naturalmente as nossas características formarão em nós uma identidade Cristã. E é aqui que eu quero chegar. As redes sociais afetam a nossa identidade Cristã na medida em que afetam características que formam essa identidade.

Deixe-me voltar à ideia de como a vida das pessoas parece maravilhosa nas redes sociais, e como isso nos envolve e nos faz desejar vidas parecidas com as suas. As pessoas parecem sempre felizes, belíssimas, com bens invejáveis, viagens pelo mundo, muitos amigos à volta, títulos, estabilidade, e qualquer coisa atraente o suficiente para estimular o nosso desejo de possuí-la.

A partir disso, a nossa convicção a respeito de QUEM SOMOS (a nossa identidade), que antes repousava unicamente na ideia de que Deus nos ama, de que Ele nos basta,  passa a ser determinada pelo quanto de bens nós temos; por quantas viagens fazemos; pelo nível de beleza que atingimos; pelo quanto somos bem vistas pelas pessoas; pelos títulos que conseguimos conquistar, enfim, por uma infinidade de coisas que não geram em nós características de uma identidade cristã, mas características de uma identidade genérica e muito parecida com a identidade do homem pós-moderno, que se esqueceu de Deus e se atirou às realizações pessoais como seu deus.

Quero dizer, não há nenhum mal em desejar crescer em todos os aspectos da vida, incluindo o aspecto pessoal, e também não há nenhum mal em tomar pessoas que admiramos como exemplo. O mal aqui é outro: o de passar a definir QUEM SOMOS a partir dessas coisas.

Nos inferiorizamos, vivemos como se não estivéssemos sendo quem deveríamos ser, por não termos tudo aquilo que o padrão das redes sociais mostra para nós e nos atrai a alcançar.

Isso afeta a nossa identidade cristã de forma radical porque afeta em nós uma característica cristã muito cara: a de pessoas cuja satisfação repousa em Deus e na esperança de realidades futuras e eternas. Para o cristão a satisfação NÃO mora em coisas que passam, e por isso é loucura deixar que nossa identidade seja definida por elas.

Além disso, subestimamos a capacidade de Deus de dirigir a nossa existência e de traçar planos muitos melhores do que os nossos para a nossa vida. Queremos com tanto afinco a vida cheia das alegrias que as redes sociais mostram, que tomamos as rédeas das mãos de Deus e assumimos a direção, achando que chegaremos à satisfação de quem somos por nós mesmos, por meio de conquistas pessoais e reconhecimento dos homens.

 

Hold to forgiveness, command what is right; but turn away from the ignorant.

O caminho é exatamente o inverso

Deus é o único que pode produzir em nós uma convicção verdadeira a respeito de quem somos, pois só Ele pode satisfazer em nós os nossos anseios mais profundos, que não seriam satisfeitos de nenhuma outra forma, nem mesmo com as maiores conquistas humanas de que já se teve notícia.

Ansiamos por algo que afirme quem somos, e nessa ânsia nos afundamos na proposta pobre que as redes sociais nos oferecem. Só Cristo é capaz de formar em nós a ideia correta de QUEM SOMOS: amadas por Ele, que se deu em martírio por nossa causa, tão grande é o amor com o qual nos ama.

SOMENTE O SENHOR é capaz de afirmar QUEM VOCÊ É.

 

 

Em Cristo,

Rob

 

 

 

Anúncios

Deixe seu comentário aqui:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s